Ecologia

Bolsonaro retira demarcação de terras da Funai e repassa para Ministério dos “ruralistas”.

02.01.2019

🆘Serviço Florestal também segue para ministério da Agricultura.

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) transferiu para o Ministério da Agricultura vulgo “ruralistas”, as tarefas de identificar, delimitar e demarcar as terras indígenas.

O Serviço Florestal Brasileiro também fica sob a responsabilidade do ministério da Agricultura que passa a ter entre suas funções a “recuperação da vegetação nativa e recomposição florestal, a proposição de planos de produção sustentável e o apoio aos processos de concessão florestal.”

Antes, a responsabilidade sobre as terras indígenas ficava com o ministério da Justiça, no departamento de Fundação Nacional do Índio (Funai).

A demarcação de quilombolas era de responsabilidade do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária, o INCRA dentro da estrutura do ministério da Agricultura e passa a ser responsabilidade da ministra Teresa Cristina, assim como o Serviço Florestal, que antes era responsabilidade do ministério do Meio Ambiente.”

Com as novas medidas anunciadas, resta saber, como milhões de anos de florestas nativas, crescerão logo após o programa de extermínio em massa das florestas brasileiras, renascerão em solo explorado e árido e quantos outros milhões de anos elas voltarão a florescer.

Fica o desafio para o Messias fazer o papel de Deus nesta questão.

Compartilhe:
Postado por: admin

Deixe o seu Comentário aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *