Movimento Feminista

Dep Catarinense é alvo de machismo na Alesc.

22.02.2018

A deputada estadual Ana Paula Lima (PT) sofreu ofensa misógina durante sessão plenária da Assembleia Legislativa de Santa Catarina nesta quarta-feira (21). O ataque aconteceu após a parlamentar defender a extinção das Agências de Desenvolvimento Regionais (ADRs), órgãos do governo do Estado, por julgá-las “cabide de emprego de partidos”. Contrário à opinião, o deputado Roberto Salum (PRB) usou a tribuna para dizer que não gostaria de debater com a deputada Ana Paula, “mas com o marido dela, que é homem” [o deputado federal Décio Lima].  Outro deputado, Mário Marcondes (PMDB), também usou a palavra para declarar apoio ao posicionamento do colega.

Em aparte, a deputada rebateu: “Não preciso de homem nenhum para me defender e quem não discute comigo é porque não tem argumento. Cheguei aqui com o voto de homens e mulheres e faço a defesa dos trabalhadores e trabalhadoras e do povo de Santa Catarina”, afirmou Ana Paula, autora de Projeto de Lei nº 221.1/2017, que requer a supressão das 35 Agências de Desenvolvimento Regional (ADRs). “O deputado não quis debater o projeto, ele veio com ofensas não só a minha pessoa mas ao que eu represento neste parlamento, que são as mulheres. Foi uma atitude covarde e machista”, contou a deputada, em entrevista a Catarinas.

Por Portal Catarinas

Compartilhe:
Postado por: admin

Deixe o seu Comentário aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *