Movimento Feminista

Precisamos falar sobre feminicídio em Santa Catarina.

07.06.2018

Por que casos onde envolvem pessoas com poderio econômico, ficam impunes pela Justiça Catarinense ?

O laudo da modelo gaúcha, Isadora Viana Costa que tinha apenas 22 anos, concluiu que a causa da morte teria sido por trauma abdominal.

A Polícia Civil da Comarca de Imbituba concluiu o Inquérito Policial que investiga a morte de Isadora Viana Costa ocorrida em um prédio residencial na área central da cidade de Imbituba. Com o resultado do laudo pericial de causa da morte por trauma abdominal o caso passou a ser investigado como homicídio qualificado (feminicídio).

No entanto, a Justiça de Santa Catarina negou o pedido feito pela Polícia Civil para prender preventivamente o namorado de Isadora Viana Costa, 22 anos, de Santa Maria.

A decisão do juiz Welton Rubenich, da 2ª Vara da Comarca de Imbituba, não acolheu o pedido do delegado Raphael Rampinelli, que solicitou a preventiva ou uso de tornozeleira eletrônica do suspeito — o nome dele não é divulgado pela Polícia Civil, por razões econômicas.

Compartilhe:
Postado por: admin

Deixe o seu Comentário aqui!

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *